Teleinfo Soluções

Automação Predial

Prédios comerciais são unidades de produção. O gerenciamento das instalações é fundamental para eficiência dos usuários e racionalização dos recursos.

A organização, a gestão e o controle podem ser automatizados. O planejamento preciso de processos prediais influenciam diretamente no sucesso e na competitividade dos empreendimentos.

Iluminação

Uso racional de recursos elétricos e naturais

A iluminação consume em torno de 40% da energia de um prédio. Quanto maior o aproveitamento da incidência solar, menor o custo dos quilowatts destinados a iluminação de ambientes.

Utilizando luz natural a favor da competitividade ganha-se pontos em conforto, produtividade e sustentabilidade. Mas é necessário um gerenciamento ativo para monitorar esse recurso e sua interação com os sistemas e fluxos prediais.

Iluminação inteligente é um item fundamental para eficiência dos prédios. A relação luz-energia reverte-se em resultados congruentes de eficiência energética e na imagem de empresas inteligentes.

Climatização

Controle ativo de temperatura e umidade

Um dos maiores fatores do consumo energético. A climatização de conforto é um fator tão importante quanto iluminação.

Em um país continental como o Brasil onde as empresas devem entender que pressupostos de climatização variam de uma região para outra, a infraestrutura de climatização deve se comportar de acordo com as características climáticas de onde se encontra.

As atuais necessidades das empresas exigem a formação de microclimas dentro de suas instalações de forma a atender os determinados tipos de ocupações e funcionalidade dos ambientes. Computadores, usuários, equipamentos e recursos materiais possuem demandas diferentes de temperatura e umidade e precisam de configurações de climatização adequadas.

Além das demandas internas a climatização deve ser capaz de se autorregular as variações externas: incidência solar, vento e umidade relativa podem interferir na eficiência da infraestrutura de climatização.

Mais rápido ainda são as flutuações geradas pelo fluxo interno de usuários e seus comportamentos quanto a regulação local de áreas ocupadas e postos de trabalho.

Para manter o equilíbrio climático dos sistemas prediais considerando a dinâmica destes fatores, o sistema de automação para climatização deve ter um gerenciamento homeostático, ou seja, busca a regulação térmica deste a infraestrutura até os postos de trabalho com capacidade reativa as variações locais ou situacionais.

A ideia de climatização como sistemas fechados que perdem calor é ultrapassada. A automação dos sistemas de climatização permite uma operação mais orgânica e inteligente.

Circulação Vertical

Gerenciamento inteligente de tráfego vertical

Parte fundamental das edificações verticais, o tráfego entre pavimentos - circulação vertical - é um elemento que tem se atualizado para atender as novas exigências do mundo moderno. Economia, segurança e manutenção tem novos requisitos para acompanhar com eficiência a velocidade das empresas atuais.

Mesmo com o estudo preliminar e comissionamento, o tráfego de edifícios comerciais pode variar conforme o comportamento dos usuários e das empresas instaladas. Não é a capacidade máxima que determina a eficiência mas os picos de uso.

A automação de elevadores permite que elevadores tenham um funcionamento mais inteligente do que uma programação logística. A especificação de controle de acesso e personalização por grupos de usuários (visitantes, funcionários), zonas (andares, estacionamento) ou função (social ou serviço) eleva o grau de funcionalidade dos elevadores para o gerenciamento de tráfego e o controle de acesso. O nível de personalização pode ser individualizado por biometria, senha ou cartão de acesso.

Essas funcionalidades promovem o elevador como um elemento organizador e agente central de mobilidade dentro das instalações.

Integração de Sistemas

Sistema integralizado de gestão predial

Não só os arranha-céus mas prédios de diversos tamanhos e funções precisam incorporar funcionalidades para atender as necessidades dos usuários. O que as edificações necessitam para um bom funcionamento e performance.

De sistemas mais simples, que monitoram as condições de segurança, até sistemas mais sofisticados, que gerenciam com base em dados avançados como incidência de luz natural ou análise de vídeo, a necessidade do controle integrado é tão essencial que difere os prédios inteligentes de prédios inertes.

A origem do termo “Edifício Inteligente” vem da capacidade de usar de maneira racional os recursos oferecidos pela natureza.

Para o balanceamento do recursos energéticos, segurança eletrônica e controle de acesso e conforto dos usuários, os sistemas de automação predial são fundamentais para competitividade de prédios de escritórios ou multiuso.

Hoje há uma cobrança natural do mercado de que as instalações das empresas não sejam potenciais “elefantes brancos” para se manter em funcionamento. Esbanjar os recursos tem sido encarado como uma atitude negligente em um mundo cobrado pela sustentabilidade.

Existem inúmeras maneiras da automação ajudar na eficiência energética e conforto dos usuários em prédios ocupados, mas a automação pensada no projeto torna o rendimento e implantação muito superior do que a adaptação.

A Teleinfo possui know-how para projetos de prédios multifunção como escritórios e shoppings até específicos como presídios e hospitais.